ESPC TEM POLICIAIS CREDENCIADOS PELA POLÍCIA FEDERAL
28/07/2021 - 08:31

Dois policiais civis da Escola Superior de Polícia Civil (ESPC) foram aprovados no credenciamento da Polícia Federal (PF) como Instrutores de Armamento e Tiro (IAT). Além desses, outros oito policiais civis também tiveram êxito nesse certame, dentre os mais de 300 inscritos no Paraná. Deste total, menos de 80 candidatos foram aptos em todas as fases.

Os policiais passaram por diversas provas durante a última semana para que pudessem obter este resultado. “As provas exigem dos candidatos conhecimentos atualizados sobre vários temas relacionados ao mundo do armamento e tiro, dentre eles legislação, balística, APH, funcionamento das armas, identificação e nomenclatura de peças, entre outros. Não são provas fáceis, é preciso estudo, dedicação e comprometimento, tendo em vista que são três dias de provas, divididos em teórica, prática de tiro (revólver e pistola), de desmontagem e montagem em primeiro escalão de uma espingarda, de uma pistola e de um revólver, oral e para finalizar, a prova de Comando de Linha de Tiro”, informa o policial civil, da Seção de Armamento e Tiro da ESPC, Edson Moreira da Silva Júnior.

Entre os inscritos havia treze mulheres, dessas 4 foram aprovadas e a única policial civil Adriana Cristina Ferrari Pereira, lotada na ESPC, está entre elas. “Era tudo novidade, foi a primeira vez que tentei. A responsabilidade foi grande, ainda mais pelo fato de ser mulher e trabalhar na casa de armas da escola”, afirma Ferrari. “Para nós que estamos lotados na escola com a missão de repassar conhecimento de forma clara e de fácil entendimento para os alunos, dirimindo dúvidas, quebrando paradigmas e contextualizando os novos policiais no mundo armamento e tiro, esse credenciamento veio a carimbar todo esforço demandado em prol dessa missão de educar, servir e proteger”, completa Moreira.

Dentre os serviços prestados por um instrutor credenciado pela Polícia Federal, está o de confeccionar laudos de capacidade técnica no manuseio de arma de fogo para pessoas que queiram adquirir ou até mesmo portar uma arma para defesa pessoal. “É uma grande responsabilidade atestar que uma pessoa está apta a ter uma arma de fogo. A Polícia Federal concede ao IAT credenciado essa responsabilidade. Como participei dos últimos 3 credenciamentos realizados aqui no Paraná (2016, 2018 e 2021), pude notar os avanços na organização, elaboração e execução desses certames. Vale ressaltar que a PF realiza com maestria a execução desse trabalho”, conclui Moreira.

É importante destacar que no credenciamento da PF,  a última turma de Instrutor de Armamento e Tiro formada pela ESPC, teve 100% de aprovação entre os candidatos participantes. “A equipe era formada por 4 policiais civis, 1 Tenente-Coronel do Exército Brasileiro e 1 Guarda Municipal de Foz do Iguaçu. Demonstrando assim o compromisso da ESPC com a qualificação de seus instrutores, que tem como público alvo os policiais civis do Paraná e forças co-irmãs”, finaliza Moreira.  

A validade do credenciamento, de acordo com a legislação vigente, é de quatro anos.

Texto de Elizangela Rodrigues e Edson Moreira da Silva Júnior

Últimas Notícias