ESPC elabora matriz curricular para formação e atualização de policiais civis
05/05/2022 - 22:55

Continuando o desenvolvimento da matriz curricular de formação do policial civil do Paraná, a ESPC reuniu, durante o mês de abril , diversos policiais, professores, delegados de polícia e juristas para discutir as áreas temáticas básicas de formação do policial civil, as disciplinas essenciais e a aprendizagem necessária ao longo da carreira policial, tanto durante o curso inicial de formação quanto no decorrer do exercício profissional, quando cursos de atualização, especialização e aprimoramento são fundamentais. 

Na última reunião, realizada no dia 20/04/2022, o Diretor da ESPC, Prof. Dr. Rafael F. Vianna, funcionários e professores discutiram pontos de ajuste na matriz curricular sugerida, a qual mantém consonância com o conteúdo previsto na matriz curricular nacional da formação policial, da SENASP/MJ, mas aprimora a nomenclatura das disciplinas de acordo com a realidade policial no contexto da investigação criminal. 

Também foram discutidos os planos de ensino para os próximos cursos de formação que ocorrerão na ESPC, definindo-se as áreas prioritárias de preparação para novos policiais e o alinhamento das disciplinas dentro da correspondente área temática. 

O trabalho que vem sendo desenvolvido pela ESPC, ao longo deste ano de 2022, busca, basicamente, enquadrar dentro de uma matriz curricular própria do ensino de policiais civis/de investigação criminal as disciplinas básicas (de formação), intermediárias (de aprimoramento/atualização) e avançadas (de especialização). "Com isso, o policial civil ao entrar na carreira já poderá visualizar quais áreas do conhecimento precisará dominar para ser um bom policial, podendo ao longo de sua vida profissional definir em qual campo pretende aprofundar os estudos e se especializar", explica o Diretor da ESPC, Rafael F. Vianna.

Na referida matriz curricular foram destacadas seis grandes áreas temáticas de conhecimento, sendo elas: 

1) investigação policial criminal; 
2) conhecimento jurídico-criminal; 
3) inquérito policial e PPJ-e; 
4) gestão administrativa institucional e planejamento; 
5) operação policial; e 
6) formação humanista e cultura geral. 

A partir dessa definição, será lançado um edital para habilitação de professores para compor o corpo docente permanente da ESPC/PCPR, os quais definirão as ementas e o conteúdo programático das disciplinas que compõem cada uma das 06 áreas temáticas de formação e aprimoramento do policial civil.

Participaram das discussões e contribuíram com sugestões e reflexões para a elaboração da matriz curricular da ESPC as seguintes autoridades, professores, instrutores e estudiosos: 

Prof. Dr. Rafael Ferreira Vianna, Diretor da ESPC; 
Prof. Dr. Gerson Rosa, investigador de polícia;
Prof. Dr. Marcos Araguari, Delegado de Polícia; 
Prof. Dr. Hemerson Bertassoni,Chefe da Pós-Graduação da ESPC;
Prof. Me. e doutorando Henrique Hoffmann, Delegado de Polícia;
Prof. Me. e doutorando Felipe de Melo, investigador de polícia; 
Prof. Me. Ana Claudia Machado, Delegada de Polícia Chefe da CODEM; 
Prof. Esp. e mestranda Márcia Tavares dos Santos, Delegada Chefe da Assessoria Jurídica da PCPR;
Delegada de Polícia Alcileny Artigas, Vice-Diretora da ESPC; 
Delegado de Polícia Renan Ferreira, Assessor da Diretoria-Geral da SESP; 
Delegado de Polícia Rafael Bacelar, da DECCOR; 
Prof. Instrutor Afonso Ninja Ferreira, Superintendente da ESPC;
Prof. Instrutor Roberto Shiraishi, investigador de polícia; 
Prof. Instrutor Roney Alberti, Chefe do Setor de Ensino da ESPC; 
Prof. Instrutor Fabrício Cochito, IAT e Seção de Ensino da ESPC; 
Prof. Instrutora Norma Volpato, Chefe do Planejamento da ESPC;
Investigadora de Polícia Mônica Boechat, Chefe do Ensino de Inteligência e EAD da ESPC.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias